Santander fechou mais de 95 mil contratos de consórcio, alta de 12,5% frente a 2022

Crescimento foi puxado principalmente pela modalidade de imóveis.

Com os juros ainda em patamares elevados, o consórcio tem sido uma opção para quem quer adquirir um bem a longo prazo. O Santander Brasil fechou mais de 95 mil novos contratos de janeiro a julho de 2023, crescimento de 12,5% frente a 2022. A Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC) registrou avanço de 8,6% pelo mercado nas mesmas bases de comparação.

No total, o Banco bateu a marca de R$ 9,3 bilhões no período, montante quase 20% maior se comparado ao ano passado. Dentre as principais modalidades a de imóvel foi a que mais cresceu, correspondendo a 63% de todo o volume produzido. Também tiveram excelente desempenho o consórcio de carros e moto, respectivamente.

“O mercado de vendas de motos cresceu nos últimos meses. Lançado há quase um ano, em outubro de 2022, registramos uma crescente demanda dessa modalidade no segmento Especial do Banco – clientes que ganham até R$ 4 mil – para a aquisição de motocicletas populares de até R$ 18 mil”, destaca Claudia Sampaio, head de Consórcio do Santander Brasil. “Acreditamos que esse cenário seja resultado das vantagens do consórcio, que vão desde a previsibilidade de gastos, poder de negociação a prazos maiores de pagamento”, completa.

O público do Select, segmento alta renda do Santander, também tem apresentado alto apetite para consórcios, principalmente na modalidade de imóveis. “O cliente com alto poder aquisitivo tem visto esse produto como uma solução para aumentar o patrimônio, sem pagar taxas de juros e sem descapitalizar os investimentos. De todas as contemplações desse público, 68% aconteceram em até seis meses, seja via sorteio ou ofertas de lance”, diz a executiva.

Dentre os tomadores do produto, a maior parte está na faixa etária entre 31 e 50 anos. “O consórcio é muito versátil e indicado para todo tipo de cliente e renda. O importante é ter planejamento e objetivo bem definidos para alcançar o bem almejado”, finaliza Sampaio.

Siga todas as informações do Open Hub News no Linkedin ou em nossa Newsletter.
  

Autor