A combinação da inteligência artificial e habilidades humanas

A inteligência artificial está revolucionando o Departamento de recursos humanos, oferecendo eficiência, insights valiosos e personalização, economia de tempo, tomada de decisão com base em dados, melhor experiência do funcionário, redução de erros. No entanto, sua implementação deve ser realizada com sensatez, equilibrando a automação com a empatia e a ética.

O futuro do RH certamente será moldado pela capacidade de aproveitar o potencial da IA para criar ambientes de trabalho mais eficazes, diverso e apoiar o desenvolvimento contínuo dos funcionários.
O processo de recrutamento é uma das áreas em que a IA tem causado um grande impacto. Algoritmos de IA podem analisar currículos, identificar as habilidades mais relevantes para uma determinada vaga e até mesmo realizar a triagem inicial de candidatos.

A IA pode ser usada para ajudar a eliminar preconceitos inconscientes durante o processo de recrutamento, garantindo que os candidatos sejam avaliados com base em suas habilidades e experiências, em vez de características pessoais irrelevantes, um grande benefício, já que sempre tivemos muitos desvios em função de vieses inconscientes.

Depois de contratados, a IA pode ser usada para facilitar o processo de integração, fornecendo informações e recursos aos novos funcionários e ajudando-os a se adaptarem mais rapidamente ao ambiente de trabalho.

A retenção de talentos é uma preocupação constante para as empresas e a IA pode ajudar a prever quais funcionários têm maior probabilidade de deixar a empresa com base em análises de dados, permitindo que os gestores de RH tomem medidas proativas para retê-los, ou seja, o uso da IA com toda certeza vem para agregar positivamente nossos negócios e se tornar data driven e usá-la com ética e sensatez e a melhor escolha.

Siga todas as informações do Open Hub News no Linkedin ou em nossa Newsletter.
  

Autor