Custo da Cobrança: É possível reduzir custo com operadores sem afetar a humanização da negociação?

Em meio a um cenário econômico complexo, as empresas brasileiras são constantemente pressionadas a equilibrar seu Custo da Cobrança enquanto garantem uma abordagem humanizada. Neste artigo, vamos abordar alguns aspectos sobre o Custo da Cobrança no Brasil, o grande desafio para reduzi-lo e a importância da humanização para manter a eficiência da sua operação.

O Custo da Cobrança no Brasil varia de acordo com o tipo de carteira, o perfil dos clientes, o canal de comunicação utilizado, o tempo médio de negociação, entre outros fatores. Mas é importante ter a visão que a operação de cobrança envolve diversos custos, desde os salários dos operadores até os gastos com tecnologia e infraestrutura.

No contexto brasileiro, os impostos desempenham um papel significativo no Custo da Cobrança. Os tributos, como impostos sobre folha de pagamento e contribuições sociais, impactam diretamente nos custos com mão de obra, representando uma fatia considerável do orçamento das empresas.

Além disso, outros custos incluem sistemas de gestão de cobrança, infraestrutura de telecomunicações, capacitação da equipe, entre outros fatores. Identificar a linha de custo mais onerosa é crucial para implementar estratégias eficazes de redução de Custo da Cobrança.

Custo da Cobrança: Os Desafios da Redução de Despesas Operacionais

Diante desse cenário, fica evidente que as empresas de cobrança precisam buscar formas de reduzir o seu Custo da Cobrança, principalmente as despesas operacionais sem comprometer a qualidade e a efetividade do seu serviço. No entanto, esse é um grande desafio, pois envolve uma série de fatores que devem ser considerados, tais como:

– A legislação vigente, que impõe limites e regras para a realização da cobrança;

– A satisfação e a motivação dos operadores, que influenciam diretamente na produtividade e na performance da equipe;

– A experiência dos clientes, que dependem do tratamento adequado e personalizado durante a negociação;

– A inovação e a atualização tecnológica, que exigem investimentos constantes em ferramentas e sistemas que otimizem o processo de cobrança.

Por fim, é necessário que as empresas de cobrança, trabalhem para reduzir Custo da Cobrança sem comprometer a eficiência e a humanização no processo de negociação. Afinal, a abordagem humanizada é fundamental para conquistar a confiança dos devedores e encontrar soluções mutuamente benéficas. Portanto, encontrar maneiras de cortar gastos operacionais sem sacrificar essa humanização é um equilíbrio delicado.

A Importância da Humanização na Cobrança

A humanização é um fator crítico no processo de cobrança. Os devedores querem sentir que estão sendo ouvidos e compreendidos, não apenas tratados como números em uma planilha. Isso significa tratar os clientes com respeito, cordialidade, empatia e compreensão, buscando entender as suas necessidades e oferecer soluções e negociações adequadas para cada caso. A humanização da cobrança traz benefícios tanto para as empresas quanto para os clientes, tais como:

– Aumento da taxa de recuperação de crédito, pois os clientes se sentem mais dispostos a negociar e a honrar os seus compromissos;

– Redução da inadimplência, pois os clientes se sentem mais confiantes e satisfeitos com a empresa e evitam novos atrasos;

– Melhoria da imagem e da reputação da empresa, pois os clientes percebem o seu compromisso com a ética e a transparência;

– Fidelização dos clientes, pois eles reconhecem o valor e a qualidade do serviço prestado pela empresa.

Mas tudo isto tem um custo operacional alto. Como manter os ganhos com a humanização e reduzir Custo da Cobrança?

Cobrança: Como Reduzir Despesas, sem Perder a Eficiência da Negociação?

Diante da importância da humanização para o setor de cobrança, como reduzir o Custo da Cobrança sem afetar a eficiência da negociação? A resposta para essa questão passa por uma análise criteriosa das linhas de despesas que podem ser otimizadas sem prejudicar o relacionamento com os clientes.

Além desta análise, se faz necessário adotar ações que contribuam para aliviar a carga operacional e assim reduzir o Custo da Cobrança sem perder a eficiência e a humanização da cobrança. Entre elas, estão:

Utilizar ferramentas de RPA e inteligência artificial: Estas ferramentas podem automatizar tarefas repetitivas, liberando os operadores para se concentrarem nas atividades mais complexas.

Incentivar o uso de canais digitais: O uso de canais digitais na medida certa, como e-mail e SMS, para carteiras com Ticket Médio menor, pode reduzir o custo de contato com os devedores, transferindo para o operador, os clientes que de fato abrirem negociação.

Higienizar a base de dados de contatos: A higienização cadastral de contatos pode reduzir o número de ligações realizadas para números inválidos ou desatualizados. A Think Data, bureau de informações, referência no mercado, é especialista no processo de Higienização Cadastral. Na Higienização de Base o foco é a padronização de informações de acordo com requisitos pré-estabelecidos, portanto você pode a partir de regras práticas de telefonia, remover telefones inválidos para evitar tentativas de contato infrutíferas, economizando tempo, recursos e reduzindo Custo da Cobrança.

Mas é possível alcançar reduções de Custo da Cobrança ainda maiores, adotando estratégias mais otimizadas. Saiba como a seguir.

Custo da Cobrança: Adotando Estratégias Otimizadas para Reduzir Despesas Operacionais

Para alcançar a redução de Custo da Cobrança desejada sem comprometer a eficiência e a humanização, é crucial adotar estratégias otimizadas. Uma abordagem que tem se mostrado eficaz é a estratégia de enriquecimento cadastral.

A Think Data, bureau de informações, referência no mercado nacional, possui tecnologia exclusiva que apoia na otimização da estratégia de enriquecimento cadastral e acionamento de clientes, para que sua empresa possa diferenciar-se no Custo da Cobrança. Conheça algumas delas:

Agregue novos telefones: A Think Data realiza o enriquecimento cadastral, sendo possível agregar e atualizar informações com números atualizados para maximizar suas chances de contato bem-sucedido, além de dispor de especialistas que apoiam o dia a dia das operações visando sempre à otimização das estratégias (totalmente personalizadas) para cada cliente.

Verifique telefones com WhatsApp: A Think Data, com tecnologia integrada a Meta, identifica de forma online se telefones móveis possuem WhatsApp, sendo possível identificar se o App está ativo e vinculado aquele número, facilitando a realização de cobrança, validando um telefone com uma maior qualidade de conexão, permitindo reduzir Custo da Cobrança.

Utilize Localização Garantida: A Think Data possuí uma tecnologia exclusiva no Brasil chamada Localização Garantida. Totalmente adequada a LGPD, essa solução consegue obter, com assertividade de 100% o telefone em uso de um inadimplente. Com os recursos como “Localização Garantida” podem aumentar as taxas de localização e contato com o inadimplente, reduzindo custos associados a tentativas de contato mal-sucedidas.

Além disto, os diversos tipos de empresas de todo o país podem obter estas e outras informações seguras e de forma extremamente ágil através de nossa API-Valida Fácil, que podem ser integradas aos principais motores de Crédito, Sistemas de Cobrança e CRM, mas também através de troca de arquivo, ou até mesmo em ambiente Web.

Reduzir Custo da Cobrança sem afetar a humanização da negociação é um objetivo alcançável, desde que as estratégias corretas sejam implementadas. A otimização da estratégia de enriquecimento cadastral e acionamento, aliada a uma abordagem humanizada, pode trazer resultados notáveis. Encontrar o equilíbrio entre a eficiência operacional e a empatia no tratamento dos devedores é a chave para o sucesso no setor de cobrança, especialmente em um mercado desafiador como o brasileiro.

Para conhecer gratuitamente as soluções de enriquecimento cadastral ou de consulta de CPF ou CNPJ na Serasa Experian, através da plataforma da Think Data, acesse: https://www.thinkdata.com.br/teste-gratuito/

Fonte: Think Data

Siga todas as informações do Open Hub News no Linkedin ou em nossa Newsletter.
  

Autor