App do Magalu começa a vender criptomoedas a partir de 1 real

O Mercado Bitcoin será o parceiro responsável pela tecnologia e segurança dos processamentos na plataforma

Mais de 37 milhões de usuários do App Magalu poderão fazer o primeiro investimento em criptomoedas Bitcoin, Ethereum e USDC por meio da conta digital MagaluPay

O Magalu, melhor plataforma brasileira para comprar e vender, deu início às transações de criptomoedas em seu aplicativo. A partir de 1 real, os clientes da companhia poderão comprar – e depois vender – Ethereum, Bitcoin e USDC, três das principais moedas digitais disponíveis no mercado. A novidade é uma parceria entre o MagaluPay e o Mercado Bitcoin (MB), maior plataforma de ativos digitais da América Latina e responsável pela tecnologia e segurança dos investimentos.

“Para muitos desses clientes, esse será o primeiro contato com criptoativos e a oportunidade de iniciar investimentos em moedas digitais, a partir de 1 real”, afirma Fábio Murakami, diretor de produtos do MagaluPay. “Vamos mostrar que transações com criptomoedas não são um bicho de sete cabeças”.

Para viabilizar o processo, a plataforma de ativos digitais do Mercado Bitcoin será integrada ao MagaluPay para permitir a compra, venda e custódia de criptoativos, por meio de uma experiência simplificada em que as transações serão concluídas em poucos cliques. Os clientes contarão também com vídeos que introduzem conceitos e auxiliam nas tomadas de decisão para os primeiros investimentos em  criptoativos.

“Disponibilizamos ao Magalu e MagaluPay, a infraestrutura do MB Cloud, um serviço de cripto como serviço (do inglês, Crypto as a Service ou CaaS), possibilitando que eles ofereçam aos seus clientes a opção de comprar e vender criptoativos diretamente pelo seu aplicativo. Estamos entusiasmados em fornecer a tecnologia para que esse gigante do Varejo possa explorar ainda mais o potencial da economia tokenizada, conectando milhões de pessoas com o mundo da tecnologia blockchain”, diz Guilherme Pimentel, diretor de Produtos do MB.

A solução é mais uma iniciativa de digitalização e inclusão financeira e de ampliação da cesta de serviços disponíveis aos usuários do MagaluPay. Os mais de 10,6 milhões de clientes MagaluPay contarão com material educativo sobre a nova modalidade de investimento. Para poder realizar as negociações, os interessados deverão estar no nível 2 do cadastro no aplicativo do Magalu: ou seja, precisam confirmar os dados de identificação facial (selfie), validação do documento (foto), endereço atualizado, profissão, CPF e renda.

Criptomoedas no Brasil

As criptomoedas são moedas digitais protegidas por criptografia, o que permite que as transações de compra e venda sejam realizadas de maneira segura em ambiente virtual. Seu valor é determinado pela oferta e demanda do mercado.

Segundo uma pesquisa feita pela consultoria Consensys e a YouGov, empresa líder internacional de pesquisa de mercado baseada na internet, o Brasil é o segundo país do mundo com maior percepção sobre criptomoedas. O levantamento apontou que 98% dos brasileiros já ouviram falar sobre moedas digitais e 59% sabem o que são. O primeiro lugar no ranking é da Nigéria, com 99% da população com conhecimento sobre a existência do produto.

O estudo foi realizado em 15 países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Brasil, Coréia do Sul, Estados Unidos, Filipinas, França, Índia, Indonésia, Japão, México, Nigéria, Reino Unido e Vietnã.

Siga todas as informações do Open Hub News no Linkedin ou em nossa Newsletter.
  

Autor